Supermercado sem alvará é construído à beira de córrego em Cidade Tiradentes

A rede atacadista Roldão está construindo um supermercado à beira de um córrego no bairro Cidade Tiradentes (zona leste de São Paulo), em uma área de proteção ambiental permanente.

A obra, iniciada há cerca de quatro meses e já em fase final, não tem alvará (aprovação para construção) da prefeitura.

Somente ontem a Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente embargou a obra e multou as empresas responsáveis pela construção.

O novo supermercado na zona leste seria a 14ª unidade do atacadista Roldão, que é o sexto maior do país.

A rede começou a construção em setembro sem o alvará de aprovação e execução de edificação nova, que é dado pela Secretaria Municipal da Habitação para grandes empreendimentos.

A reportagem do jornal Agora São Paulo foi ao local anteontem e constatou que, além de ter derrubado árvores, a obra do atacadista Roldão invadiu o córrego lateral que atravessa a rua Inácio Monteiro. Havia acúmulo de terra e pedregulhos despejados sobre o leito.

Resposta





O diretor de marketing do atacadista Roldão, Jefferson Fernandes, disse ao Agora que a rede tem o alvará da prefeitura para a construção da nova unidade em Cidade Tiradentes (zona leste de SP) e que não foi notificada do embargo da obra e da multa.

“A gente não ia iniciar uma obra sem pedir autorização para a prefeitura. Temos todos os laudos. Não fazemos loja para não abrir”, afirmou Fernandes na última segunda-feira.

A reportagem do Agora pediu ao diretor do atacadista que enviasse o alvará de aprovação e execução da obra emitido pela Secretaria Municipal da Habitação, o que não ocorreu até a noite de ontem.

Segundo a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, esse alvará não existe. A pasta da Habitação não comentou o caso.

Ontem, em novo contato por telefone, Fernandes reafirmou que a construção da unidade em Cidade Tiradentes tem alvará e se mostrou surpreso com o embargo da obra e com a multa de R$ 2,2 milhões.

“Pelo que o pessoal da engenharia da empresa me passou, nós temos alvará, sim. Até o momento nossos advogados não tiveram informação nenhuma de embargo e multa”, afirmou o diretor de marketing.

Fonte: Agora São Paulo





2 Comentários

  1. lucivaldo 16 de agosto de 2012
    • Encontra Cidade Tiradentes 3 de outubro de 2012

Deixe seu comentário